Cerâmica e Ecologia

As construções verdes e os projetos sustentáveis.

O mundo busca soluções energéticas, vários desafios surgem a partir de muitos projetos, inclusive no setor da construção. Inviabilidade financeira, segurança e estruturais duráveis são alguns dos muitos desafios. Porem, muitos fabricantes de blocos, como nos, produzimos o material destaque na construção verde, o tijolo, que nos oferece a segurança a partir de estruturas duráveis e tem baixo impacto ambiental.

– As matérias primas do tijolo (argilas) são quimicamente inertes, portanto não poluem o ar interior. (segurança, qualidade de vida)

– O tijolo é resistente ao fogo; (segurança)

Reciclável; (baixo impacto ambiental)

Isolante térmico; (qualidade de vida)

– Oferece integridade estrutural por muitos anos. (segurança)

Alem dessas características, geralmente as matérias-primas são retiradas e utilizadas no local, diminuindo o uso de transporte e consequentemente a emissão de CO2 por caminhões.

A partir desses atributos, o tijolo esta adequado dentro dos parâmetros do GBC (Green Building Council), um grupo que oferece um sistema de classificação por pontos, o sistema é conhecido como LEED (liderança em energia e design ambiental) e entrou em vigor no Brasil em 2007, esse sistema gera um certificado que atesta o comprometimento de empreendimentos com a sustentabilidade, saiba mais em Planeta Sustentável.

Leia mais sobre as VANTAGENS DO BLOCO CERÂMICO.

A partir dessas informações é possível ter uma base sobre quais materiais utilizar ou não na construção de casas. Pensando no futuro e na sustentabilidade para nossos filhos.

O que você achou sobre essas informações?
Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários abaixo.

Ou então, por que não compartilhar nas redes sociais para que todos se conscientizem e tornem um mundo sustentável para o futuro?!

 

 

Anúncios

Blocos cerâmicos – Preço baixo ou qualidade

A fim de alertar as pessoas sobre a segurança de suas casas, decidimos escrever um pouco sobre o CUSTO x BENEFÍCIO dos blocos cerâmicos.
A grande maioria das pessoas ao entrarem em contato com alguma loja de materiais para construção ou cerâmicas para comprarem a os primeiros materiais, ou melhor, as bases de suas tão sonhadas casas próprias se deparam com preços que muitas vezes não são de bom grado e acabam por escolher os produtos mais baratos, alias esses materiais não ficarão expostos, não tem o porquê gastar tanto com isso, não prejudicara na aparência da casa, pois bem, isso é o que essa maioria pensa. No entanto as coisas não são bem por ai. Falaremos aqui mais precisamente sobre os blocos cerâmicos. Começando com algumas dicas de muita serventia para leigos no assunto.

  • Procure conhecer o fabricante dos blocos: Se possível, visite a empresa;
  • Questione sobre o controle de qualidade;
  • Conheça o produto, apesar de não ficar aparente na sua casa, a estética já vai auxilia-lo, e muito na escolha.
  • Procure pessoas (empreiteiros) que já trabalharam com o bloco escolhido;
  • Se houver a possibilidade, visite alguma obra que esteja utilizando o produto.

Pode parecer trabalhoso, mas o tempo gasto escolhendo esse material será o mesmo para os demais, inclusive na hora de revestir a casa, escolher pisos, revestimentos, porta e janelas e toda a decoração.·.
Então surge a seguinte pergunta: Por que escolher os blocos cerâmicos pela qualidade e não pelo preço?

  • Uma resposta simples que infelizmente nem todos sabem. Os blocos cerâmicos fazem parte da estrutura da casa, a base para toda a construção, junto com o concreto e toda a ferragem, as colunas no caso de blocos para vedação e os pontos de graute no uso dos blocos estruturais. Alem dos cálculos feitos pelo engenheiro, temos que ter plena confiança nos materiais utilizados, ate ai todos devem concordar com isso. Se qualquer um desses materiais falhar em sua atuação colocará em risco você e sua família, alem de lhe trazer grande prejuízo financeiro com reformas.
  • Outro ponto: Essa fase é a mais barata da obra, se for executada corretamente e com boa qualidade, ainda lhe ajudara a economizar ate 30% no custo final da sua casa.

Como saber se o bloco é de boa qualidade?

  • Como todo material cerâmico, os blocos são obtidos a partir da mistura de argila com água, a secagem e a queima. No caso da cerâmica vermelha, a mais utilizada para construção civil, os blocos queimados adequadamente apresentam uma cor laranja bem forte e atingem alta resistência (fator chave para a estrutura da casa). Abaixo um bloco estrutural 14x19x29cm apos uma queima perfeita.

bloco-estrutural

Blocos mal queimados, apresentam cor laranja mais apagada chegando ao marrom, muito parecidos com os blocos ainda não queimados e sua resistência é afetada. Abaixo um bloco estrutural ainda cru, seco apenas pela estufa.

bloco-estrutural-cru

Alem das cores, os blocos mal queimados ficam ocos, ao bater uma peca à outra, se percebe a fragilidade da peca. Há no mercado blocos que chegam a se desmanchar em contato com a chuva ou umidade. Alem dessas características físicas, pode-se pedir ao fabricante  os ensaios de resistência e dimensionais.

O que achou dessas dicas?
Deixe suas dúvidas e opiniões nos comentários abaixo e compartilhe.

Blocos cerâmicos indaiatuba

 

Manchas brancas no tijolo – A eflorescência

Manchas brancas ou “esfarelamento” dos tijolos/blocos cerâmicos assentados de forma aparente vem a ocorrer após algum tempo por reações entre materiais ou por ações ambientais, tal como umidade e em cidades litorâneas, por causa da maresia.
Existem diferentes tipos de eflorescência:

  1. De matéria prima, quando há presença de sais solúveis na argila utilizada na produção do produto.·.
  2. De secagem, que ocorrem durante o processo de secagem do material. As pecas já saem esbranquiçadas da estufa onde ocorre uma possível existência de sulfato no ambiente do secador.·.
  3. De queima, que ocorre ainda quando o material esta no forno. Pode ocorrer por contaminação da argila ou do combustível utilizado na queima.·.
  4. Do cimento, geralmente o cimento utilizado para assentamento possui em sua formula básica sais solúveis que em contato com a umidade da massa ou ambiental seguido da evaporação, são transportados para a superfície dos tijolos.

Pois bem, devido à eflorescência ser bastante visível nos tijolos cerâmicos vermelhos, os consumidores identificam essa patologia como exclusividade dos produtos da cerâmica vermelha. Abaixo uma parede que muitos já devem ter visto em alguma edificação com tijolos aparentes.

DSC_0293

Em recente encontro de ceramistas – 43Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha, realizado em Belém/PA – Brasil, o artigo premiado no “PREMIO JOVEM CERAMISTA” 1lugar técnico, do autor Eduardo Santos da Instituição SENAI Mario Amato (Publicado Revista ANICER n.88) aborda o assunto da eflorescência e explica o seguinte:
Esse fenômeno ocorre a partir de depósitos de sais solúveis que migram para as paredes dos tijolos através da solubilização em água, podendo diminuir a resistência mecânica do produto.

Como se forma:

– Os sais se solubilizam em contato com a água da mistura da massa cerâmica ou a mistura do cimento para o assentamento, ou pela umidade do local onde o produto esta exposto.

– A água presente na massa do tijolo evapora, “carregando” estes sais para a superfície do tijolo onde se cristalizam e formam a eflorescência.

Através de ensaios químicos e analises, o autor chega a seguinte conclusão:

A formulação básica do cimento apresenta sais solúveis.
Os tijolos sem cimento que foram submetidos à umidade e temperatura, não apresentaram a eflorescência.
Os tijolos que foram capeados com cimento apresentaram a eflorescência.

Portanto, de acordo com o teste, as manchas brancas nos tijolos não necessariamente são provenientes do produto cerâmico, e sim do cimento utilizado para seu assentamento.
A Cerâmica Santa Clara de Indaiatuba possui um controle de qualidade rigoroso, e qualquer problema visível que seus produtos aparentes apresentem, há um rastreamento preciso para diagnosticar o que pode ter causado tal patologia.

 

Como remover:

Uma das opções, pode ser a raspagem do tijolo descascado e o assentamento de litocerâmica, para isso a Cerâmica Santa Clara trabalha com  plaquetas para revestimento nas medidas 5,5cmx23cmx1cm e 11,5cmx24cmx1cm.
O acido sulfâmico também pode ser utilizado com solução de 5%, e após a superfície ser limpa, lavar com água.
Existe no mercado o (FERMALIMP) um produto tanto para cerâmicas quanto para pedras que também tem possibilidade de resolver o problema.
Hidrofugar o material também se torna uma possibilidade, porem muitas vezes inviável pelo alto preço dos hidrofugantes existentes no mercado.

Conhece alguém que esteja passando por esse problema?
Compartilhe essas explicações.

Blocos de vedação com largura minima visam otimizar espaço

bloco-vedacao

Com o grande crescimento urbano, os terrenos grandes estão ficando escassos e os  edifícios se tornando cada vez mais frequentes buscando oferecer o maior numero de apartamentos possíveis. Para as gerações X e Y, pequenas moradias se tornam extremamente viáveis, uma vez que passam a maior parte do dia no trabalho e retornam para seus lares apenas para descansar e dormir. Temos no mercado alguns materiais que podem ser utilizados para levantar as paredes internas das construções. O famoso Drywall, que são chapas de gesso aparafusadas em estruturas de perfis de aço galvanizado, utilizada a muitos anos na Europa e nos Estado Unidos e apesar de já existirem algumas fabricas estrangeiras montadas aqui no Brasil, ainda falta mão de obra especializada para instalações e reformas.
E uma ótima alternativa que ainda mantém os padrões de alvenaria de vedação, são os blocos cerâmicos de vedação nas medidas 9x29x29cm fabricados na Cerâmica Santa Clara esses blocos tem furos verticais e assim como na alvenaria estrutural facilitam a passagem de conduítes sem necessidade de cortes na parede. Com paredes internas de 9cm de largura, o espaço dos cômodos é aumentado otimizando sua área útil. Abaixo, um exemplo de utilização do bloco 9x19x29cm.

Blocos-vedação

Compartilhe com seus amigos, ajude-os à otimizar o espaço de suas casas.

Blocos cerâmicos indaiatuba

 

Alvenarias estrutural e de vedação

Muitas pessoas ficam na dúvida na hora de começar a construir e ao invés de consultarem um engenheiro, muitas vezes recorrem aos operários, que nem sempre indicam as melhores alternativas.

Qual bloco será utilizado? O bloco estrutural ou o bloco de vedação.
Quais as medidas dos blocos?

Por meio dessas dúvidas, vamos falar um pouco sobre as funções e informações técnicas do bloco estrutural, bem como suas vantagens na obra em relação ao bloco de vedação, o famoso “baianão”.

Abaixo estão fotos dos blocos estruturais 14x19x29cm e blocos de vedação 14x19x29cm “baianão” produzidos na Cerâmica Santa Clara de Indaiatuba 

 est e veda

Vamos começar explicando um pouco mais sobre as vantagens da alvenaria estrutural em relação à alvenaria de vedação.

Como o nome já diz, têm função estrutural, dispensa o uso de colunas e vigamentos contidos na alvenaria de vedação, são necessários apenas pontos de graute.
Esses fatores levam a uma redução de ate 30% no custo final da obra, pois sem colunas e vigas a quantidade de aço, concreto e formas de madeira é reduzida.
Alguns outros pontos que ajudam na racionalização da construção são:

– Cortes na parede para instalações elétricas e hidráulicas são evitados. Os tubos e hidráulicos e elétricos passam pelos furos verticais dos blocos estruturais.
– Menor tempo de execução. Material fácil de trabalhar.
 
Apesar de não precisar de mão de obra especializada, os operários devem saber ler projetos. Necessita de poucas pessoas na obra, dispensando equipe de carpintaria e armação.

A outra dúvida é em relação as medidas dos blocos a serem utilizados.
Essas medidas variam de acordo com o projeto feito pelo engenheiro ou arquiteto.

Dica: As especificações são colocadas sempre na frente do tipo do bloco, com LarguraXAlturaXComprimento.
Exemplo: Bloco estrutural 14cm de largura x 19cm de altura x 29cm de comprimento.

Gostou do post? 
Deixe abaixo sua sugestão ou pergunta. 

Economizando até 30% na obra!

Olá, se você  está pensando em construir ou está construindo, com certeza quer economizar na sua obra certo?

Bom, utilizando os blocos estruturais, você pode economizar até 30% no custo final da obra. Você irá economizar em ferro, concreto e madeiras, pois os blocos estruturais são como “peças de lego”e necessitam apenas de alguns pontos para amarração.

Parece meio confuso né?

Convidamos você à ler como é a utilização dos blocos estruturais abaixo.
Tenha um ótima leitura!

A alvenaria estrutural é utilizada na construção de edifícios de até 4 pavimentos sem o uso de colunas, porém pode ser armada com pilares e vigas em edificações maiores que 4 pavimentos. Além de racionalizar as obras e dar suporte estrutural para a construção, tem as mesmas funções da alvenaria de vedação, que é separar os ambientes de acordo com o projeto. Abaixo, os tipos de unidades cerâmicas utilizadas nessa alvenaria.

  • Você pode solicitar um orçamento e cálculos sobre o seu projeto clicando AQUI!

acessórios-blocos-ceramicos

A utilização dos itens na alvenaria estrutural:

                                  graude

  1. O assentamento com a argamassa é feito com a colher de pedreiro como na alvenaria convencional.
  2. A passagem dos canos de esgoto são facilitadas com os blocos hidráulicos.
  3. Os pontos de graute são pre-definidos pelo engenheiro.

As amarrações podem ser feitas de 3 maneiras, são elas:

Amarracoes

Detalhe da primeira fiada na alvenaria estrutural

primeira fiadas

As fundações no sistema de alvenaria estrutural são idênticas ao sistema convencional. Os tipos de fundações mais usuais são as sapatas corridas, radier e estacas pré-moldadas no local, variando dependendo dos resultados da sondagem. A ligação entre as fundações e a alvenaria  é efetuada através de armações dispostas ao longo das vigas e baldrames, com bitolas e arranques indicados no projeto. Abaixo, detalhes da modulação da alvenaria, onde se visualiza os blocos estruturais, canaletas e pontos de Graute.

alv. estru

Na alvenaria estrutural, as instalações hidráulicas e elétricas são executadas simultaneamente com o levantamento das alvenarias. As tubulações de pequeno e médio porte podem ser embutidas nos blocos. Vergas e contra vergas: Nas aberturas de portas são colocadas as vergas e nas janelas, vergas e contravergas.

verga e cont.verga

São elementos estruturais nos vãos destinados a portas e janelas. Estes elementos tem a finalidade de transmitir os esforços atuantes provenientes das reações das lajes e pesos da parede para a alvenaria estrutural.

Aplicação das canaletas “Jota” e “Compensadora”

canaletas

E aí, entendeu como pode economizar até 30% no final da sua obra?
Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários abaixo.

QUERO UM ORÇAMENTO DE BLOCOS ESTRUTURAIS!