Manchas brancas no tijolo – A eflorescência

Manchas brancas ou “esfarelamento” dos tijolos/blocos cerâmicos assentados de forma aparente vem a ocorrer após algum tempo por reações entre materiais ou por ações ambientais, tal como umidade e em cidades litorâneas, por causa da maresia.
Existem diferentes tipos de eflorescência:

  1. De matéria prima, quando há presença de sais solúveis na argila utilizada na produção do produto.·.
  2. De secagem, que ocorrem durante o processo de secagem do material. As pecas já saem esbranquiçadas da estufa onde ocorre uma possível existência de sulfato no ambiente do secador.·.
  3. De queima, que ocorre ainda quando o material esta no forno. Pode ocorrer por contaminação da argila ou do combustível utilizado na queima.·.
  4. Do cimento, geralmente o cimento utilizado para assentamento possui em sua formula básica sais solúveis que em contato com a umidade da massa ou ambiental seguido da evaporação, são transportados para a superfície dos tijolos.

Pois bem, devido à eflorescência ser bastante visível nos tijolos cerâmicos vermelhos, os consumidores identificam essa patologia como exclusividade dos produtos da cerâmica vermelha. Abaixo uma parede que muitos já devem ter visto em alguma edificação com tijolos aparentes.

DSC_0293

Em recente encontro de ceramistas – 43Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha, realizado em Belém/PA – Brasil, o artigo premiado no “PREMIO JOVEM CERAMISTA” 1lugar técnico, do autor Eduardo Santos da Instituição SENAI Mario Amato (Publicado Revista ANICER n.88) aborda o assunto da eflorescência e explica o seguinte:
Esse fenômeno ocorre a partir de depósitos de sais solúveis que migram para as paredes dos tijolos através da solubilização em água, podendo diminuir a resistência mecânica do produto.

Como se forma:

– Os sais se solubilizam em contato com a água da mistura da massa cerâmica ou a mistura do cimento para o assentamento, ou pela umidade do local onde o produto esta exposto.

– A água presente na massa do tijolo evapora, “carregando” estes sais para a superfície do tijolo onde se cristalizam e formam a eflorescência.

Através de ensaios químicos e analises, o autor chega a seguinte conclusão:

A formulação básica do cimento apresenta sais solúveis.
Os tijolos sem cimento que foram submetidos à umidade e temperatura, não apresentaram a eflorescência.
Os tijolos que foram capeados com cimento apresentaram a eflorescência.

Portanto, de acordo com o teste, as manchas brancas nos tijolos não necessariamente são provenientes do produto cerâmico, e sim do cimento utilizado para seu assentamento.
A Cerâmica Santa Clara de Indaiatuba possui um controle de qualidade rigoroso, e qualquer problema visível que seus produtos aparentes apresentem, há um rastreamento preciso para diagnosticar o que pode ter causado tal patologia.

 

Como remover:

Uma das opções, pode ser a raspagem do tijolo descascado e o assentamento de litocerâmica, para isso a Cerâmica Santa Clara trabalha com  plaquetas para revestimento nas medidas 5,5cmx23cmx1cm e 11,5cmx24cmx1cm.
O acido sulfâmico também pode ser utilizado com solução de 5%, e após a superfície ser limpa, lavar com água.
Existe no mercado o (FERMALIMP) um produto tanto para cerâmicas quanto para pedras que também tem possibilidade de resolver o problema.
Hidrofugar o material também se torna uma possibilidade, porem muitas vezes inviável pelo alto preço dos hidrofugantes existentes no mercado.

Conhece alguém que esteja passando por esse problema?
Compartilhe essas explicações.

Anúncios

8 comentários sobre “Manchas brancas no tijolo – A eflorescência

  1. Estou enfrentando este problema em uma obra de tijolos aparentes, edificada e pintada resina acrílica transparente. Começou a ocorrer esta eflorescencia por baixo do produto aplicado.
    Se removida com esfregão, volta a aparecer. Existe algum destes produtos acrílicos transparentes que possam ter mais eficiencia na entrada de umidade pelas juntas?

    Curtir

    • Olá Carlos! Tudo bem?
      O uso de resina acrílica não é o mais indicado pelo fato de que pode descascar e abrir locais de entrada de umidade, e os sais ao saírem, se deparam com a resina que impede o processo, por isso, ao esfregar, tudo volta aparecer. Um produto que foi utilizado em alguns testes feitos por técnicos e publicados em revistas, é o FERMALIMP, que serve tanto para pedras, como para cerâmicas.

      Curtir

  2. Nas paredes em volta da minha churrasqueiras e do fogão a lenha são de cerâmicas vermelhas de 23 por 5,5 cm e estão se esfarelhando e ficando brancas , gostaria de saber se este produto FORMALIMP resolve este problema.
    Obrigado

    Curtir

    • Olá João! Tudo bem?
      O melhor a fazer é lixar as peças que estão brancas para tirar toda a “sujeira” e depois lavar com detergente neutro e uma bucha (de cozinha mesmo).
      Após feita a limpeza, pode-se aplicar o Formalimp sim.
      Esperamos ter lhe ajudado. Nos avise se conseguiu resolver o problema.
      Até mais

      Curtir

  3. Fiz uma obra com tijolos aparentes brancos e alguns ficaram esverdeados ou alaranjados e me disseram que é uma reação do tijolo branco com o cimento… Ja usei água sanitária, bicarbonato e ácido muriático e nada adiantou. Existe algum produto para se temover essas manchas???

    Curtir

    • Carlos, boa tarde! Dependendo da composição do cimento, ele contribui sim para essa reação.Existe um produto que foi utilizado em alguns testes, o nome é FERMALIMP, tente eliminar as manchas com esse produto e nos avise se deu certo. 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s